Reportagem

Naplanta thumbnail 100x100

Como fazer uma demolição com segurança

No setor da construção civil os processos de demolição são comuns e muitas vezes necessários.

Afinal, é dessa forma que é possível liberar espaço para os novos empreendimentos surgirem. Essa é uma etapa natural para o desenvolvimento das obras.


Quando uma construtora adquire uma nova propriedade, nem sempre é um terreno vazio pronto para construir. Comumente o local onde será instalado o novo estabelecimento já possui uma construção antiga que precisa ser demolida.


Esse procedimento envolve alguns protocolos de segurança rigorosos que devem ser seguidos com atenção:


  • Adquirir o alvará de execução da demolição;

  • Vistoriar as construções vizinhas com profissional e avalizar a demolição;

  • Analisar as condições do terreno;

  • Verificar o estado de conservação da obra a ser demolida.


Esses critérios direcionam o procedimento para uma apreciação de risco adequada, tornando possível identificar pontos para aprimorar a segurança e prosseguir com o projeto.


É importante saber que as condições da estrutura a ser demolida dizem muito sobre o terreno. Se houver rachaduras, trincas ou as portas e janelas não estiverem alinhadas pode ser por motivos externos à própria construção.


Além desses fatores mostrarem o quanto a estrutura aguenta o impacto da demolição, também mostram que o terreno onde será construído o novo empreendimento apresenta desafios para a construtora.


Então, cada uma dessas etapas é relevante para identificar a situação do local e como a equipe deve agir para trabalhar com segurança. 


Para garantir que todas essas normas sejam seguidas, é importante contratar uma demolidora de construção com profissionais experientes e capacitados.

Principais processos de demolição

É preciso saber que existem três tipos de demolição, sendo que cada um deles é indicado para situações muito específicas. Conhecer essas definições permite realizar um procedimento de forma adequada e eficaz.


Lembrando que, para cada categoria de demolição, é importante identificar o tipo de material usado na estrutura, o material elétrico para construção daquele imóvel, o tipo de energia utilizada e, é claro, utilizar os equipamentos de proteção.

1 - Manual

A demolição do tipo manual é realizada em estruturas pequenas ou em casos em que o processo oferece risco para os imóveis próximos da construção a ser derrubada.

2 - Mecanizada

A demolição mecanizada é o procedimento mais comum. Para executar esse tipo de ação são usadas máquinas, guindastes, rompedores, marteletes e tratores. Além disso, também são utilizados explosivos. 


Esse modelo de demolição é ideal para imóveis de grande e médio porte ou quando o prazo para executar o serviço é muito curto.

3 - Controlada

A demolição controlada é uma modalidade que permite realizar o processo em etapas. A grande vantagem é a preservação das estruturas que sobram e a alta precisão de alcance.

Como realizar uma demolição de forma segura

Para garantir a segurança no processo de demolição é essencial seguir algumas dicas. Assim, a empresa responsável pode direcionar suas ações e se manter de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Utilizar escoras 

A escora serve para absorver o impacto da acomodação dos elementos remanescentes daquela estrutura. Então, ao remover a sustentação ou uma parte da construção, os outros pontos vão se ajustar para compensar o material removido.


Para esse objetivo é comum utilizar escora de madeira ou metal, sendo que elas devem ser dispostas com uma distância de 1,20m uma da outra.

Planejar o descarte do entulho

A gestão de resíduos é parte fundamental do planejamento. É importante lembrar que o material remanescente de uma demolição contém muitos itens que podem ser perigosos nas mãos de crianças, por exemplo.


Além de pensar na segurança das pessoas que circulam pelas proximidades e podem se ferir, a logística de armazenagem, transporte e descarte interfere diretamente na eficácia do processo de demolição.


Comumente as edificações com diversos pavimentos não recebem o tratamento adequado para esse resíduo. É fundamental dar a devida atenção a esse aspecto.


Se a equipe guardar o entulho em sacos e armazenar no meio dos cômodos, o peso extra pode danificar a estrutura, prejudicando o desenvolvimento da demolição. O ideal é que esses sacos fiquem próximo das bordas dos compartimentos.


Isso evita sobrecarregar o centro com peso extra. Ao final do dia todo esse material residual deve ser removido do canteiro de obras e eliminado corretamente.


É preciso dar um destino adequado para esse entulho. Antes de iniciar o processo de demolição, a empresa responsável deve saber como fará esse descarte.

Seguir as normas técnicas reguladoras

As normas técnicas reguladores servem para garantir a segurança dos profissionais envolvidos, das pessoas próximas e dos imóveis ao redor. Então, é fundamental que esse regulamento seja seguido


De acordo com a norma brasileira NBR-16.280/2015, as reformas que envolvem demolição precisam ter um Plano de Reforma. Trata-se de um documento com uma análise detalhada, contendo as intervenções que serão realizadas e o impacto sobre a estrutura já existente. 


Esse documento pode ser desenvolvido tanto por engenheiros quanto por arquitetos, e precisa ser entregue para o síndico do estabelecimento antes das obras para ser aprovado.


Uma dica importante é utilizar serviços de consultoria e treinamento em segurança do trabalho. Essa é uma forma de garantir que todos os profissionais envolvidos estejam de acordo com as regulamentações de segurança.


Mas além de assegurar que a equipe siga as normas pela integridade dos funcionários envolvidos, essa consultoria também ajuda a empresa a permanecer de acordo com a regulamentação legal, bem como, evitar irregularidades.

Desligar a rede elétrica e hidráulica

Antes de realizar uma demolição é preciso identificar a instalação elétrica, hidráulica e os equipamentos usados naquela estrutura. Depois a equipe deve desligar essas redes de abastecimento na região para evitar problemas graves.

 

O curso nr10 aborda especificamente questões relacionadas com equipamentos elétricos e energia. Esse tipo de educação e capacitação especializa pessoas para atuar diretamente com o segmento da segurança do trabalho que envolve a rede elétrica.

Manter o local sinalizado

A sinalização do local onde ocorre uma demolição é fundamental para evitar acidentes. Essa indicação de segurança também impede a entrada de pessoas não autorizadas, moradores locais, crianças e indica a delimitação do canteiro de obras.


É importante deixar claro até mesmo para os próprios funcionários quais são os limites daquele local de trabalho. Para conseguir fazer isso a empresa responsável pode utilizar placas de sinalização personalizadas SP.


A grande vantagem delas serem personalizadas é a oportunidade de adaptar a sinalização e as mensagens de acordo com as necessidades de cada ambiente. Pode ser que essa demanda mude ao longo das etapas do processo.


Então é possível solicitar placas exatamente do jeito que aquele canteiro de obras precisa para manter o local bem sinalizado.

Definir os materiais a serem utilizados

Definir e selecionar todo o material, ferramenta e equipamento que será necessário para a demolição é uma etapa importante do processo. Esse passo é fundamental porque a maior parte dos acidentes que acontecem em um canteiro de obras são decorrentes de improviso.


A equipe nunca deve improvisar equipamentos, até porque existe um aparato adequado para cada função. Então, é um dever usar os itens corretos para cada intuito, isso garante um trabalho responsável e seguro.


É interessante fazer uma avaliação detalhada dessas necessidades previamente para garantir que não faltará nada no momento que for preciso.


Para todas essas etapas e regulamentos darem certo, uma dica é contratar empresas de fiscalização de obras. Elas são responsáveis por garantir que todo o planejamento seja seguido rigorosamente.

A importância do processo de demolição seguro

Assim como acontece em qualquer procedimento em uma empresa, o processo de demolição também precisa seguir normas e protocolos de segurança para preservar a integridade física e a saúde dos funcionários. 


Porém, no caso da demolição, as etapas envolvem situações ainda mais sérias porque podem colocar em risco os imóveis ao redor e pessoas que caminham perto do local.


Os protocolos que garantem uma demolição segura envolvem cuidados com o armazenamento, transporte e descarte do material residual para o entulho não prejudicar o desenvolvimento das outras etapas.


Além disso, os cuidados também incluem atenção com a rede elétrica e hidráulica da instalação e da região para evitar acidentes e danos graves. É importante identificar o equipamento usado nessas redes, localizar a instalação e desligá-la antes de iniciar o processo de demolição.


O estudo do local, estrutura e materiais usados na obra que será derrubada permite elaborar um plano de ação para garantir um processo adequado. Dessa forma, o resultado vai unir qualidade e eficiência.


Para assegurar que o planejamento seja seguido, a instituição responsável pela demolição pode contratar empresas especializadas em acompanhar e fiscalizar o desenvolvimento desse tipo de obra.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.