Reportagem

Naplanta thumbnail 100x100

Tudo que você precisa saber sobre terraplanagem

Na hora de construir um imóvel, seja ele comercial, residencial ou um edifício, um dos serviços indispensáveis para dar início à obra é a terraplanagem.

Esse processo será o responsável por preparar o solo e garantir as melhores condições para reerguimento da construção.


Por esse motivo, não se pode negligenciar esta etapa, uma vez que ela evita uma série de acidentes que podem prejudicar a obra, causando enormes perdas materiais, atrasos no cronograma, entre outras ocorrências.


No artigo de hoje, vamos trazer tudo que você precisa saber sobre terraplanagem, além de informações sobre como o procedimento é realizado. Acompanhe a leitura!

O que é terraplanagem?

A terraplanagem é uma técnica construtiva que visa retirar a terra do solo, com o intuito de aplainar o terreno e nivelar o local. Dessa forma, o espaço fica livre de irregularidades, sendo mais fácil iniciar uma obra, sem o risco de desabamento ou qualquer outro problema.


Para realizar a terraplanagem de terreno, é necessário retirar a terra da parte mais alta do solo e depositá-la no local mais baixo, tornando o espaço plano. 


Todo o processo é realizado com equipamentos especiais, além de um cálculo preciso da quantidade de terra retirada (corte) e depositada (aterro).


Antes de começar a atividade, é importante que todo o terreno seja devidamente limpo, livre de detritos, vegetação (árvores, toras de madeira, pedras), para que as máquinas possam fazer a terraplanagem da maneira correta.


Inclusive, os engenheiros realizam o mapeamento de interferências subterrâneas, para averiguar se não há nenhum elemento que possa comprometer o processo de corte.

Por que a terraplanagem é indicada?

A terraplanagem é uma das principais responsáveis pela execução de uma obra completa, a partir do nivelamento das áreas de construção e a abertura de depósitos minerais para a fundação de edifícios.


Normalmente, o que define a necessidade de terraplanagem é o perfil do terreno, com as cotas abaixo ou acima dos níveis da rua (aclive ou declive), bem como o grau de dificuldade para fazer o nivelamento do solo.


A falta da terraplanagem pode trazer consequências graves para as obras, como a presença de rachaduras ou desabamento da construção, a aparência e altura da edificação modificada em relação ao projeto original, além da possibilidade de embargo da obra em caso de risco.


Fora isso, um dos problemas mais comuns causados pela falta de terraplanagem e nivelamento malfeito é a erosão e o deslizamento de terra, em especial nos terrenos de encostas de morros e locais inclinados.


Situações desse tipo já causaram imenso transtorno em muitas cidades brasileiras, chegando até mesmo a colocar vidas em risco.


Por esse motivo, é importante buscar uma consultoria em obras antes de começar a sua construção, pois ela irá avaliar as condições do terreno e propor como será feito o trabalho de terraplanagem.

Como é feita a terraplanagem?

Já que cada terreno possui as suas singularidades, o nivelamento do solo deve acompanhar essas especificações, para melhor aproveitamento do espaço da construção.


O processo de terraplanagem ocorre por algumas etapas. São elas:


  1. Aterramento: colocação de terra no terreno;

  2. Escavação: retirada de terra do local;

  3. Destocamento: retirada de árvores e vegetação;

  4. Drenagem: retirada da água;

  5. Demolição ou remoção: para locais que já possuem uma construção;

  6. Transporte; para carregar a terra até um outro local;

  7. Compactação da terra: com rolos compressores, para nivelar o terreno.


Em primeiro lugar, os profissionais qualificados (normalmente engenheiros) fazem a avaliação do terreno onde será feita a terraplanagem. Quando há terra excessiva no local, o processo de escavação e carregamento têm como objetivo remover a terra.


Mas quando há falta de terra, transporta-se o material até a parte para deposição. Esta atividade requer o trabalho de máquinas de grande porte, por esse motivo, recomenda-se realizar a locação de caminhão munck com cesto.


Além disso, vale a pena observar os níveis e as costas dos terrenos, visto que em alguns casos é preciso fazer um levantamento topográfico da região, antes de começar a atividade de terraplanagem.

Quanto tempo dura o processo de terraplanagem?

Não há um tempo exato para a duração do processo de terraplanagem, mas ele deve ser feito como a primeira parte da construção.


Em geral, em sua fase de obra, os dias gastos para executar o serviço é de 40 a 90 dias, mas pode se estender para até 180 dias, dependendo das condições da área, volume do solo, entre outras interferências.


Inclusive, por retirar grande parte do excesso de terra, recomenda-se fazer a locação de container para obras com o intuito de armazenar as máquinas atuantes na terraplanagem, bem como o solo, que pode ser usado posteriormente no nivelamento.


Vale dizer que os terrenos muito acidentados, complexos, além das chuvas constantes são variáveis que podem atrasar o tempo de realização da terraplanagem.

Quanto custa a terraplanagem?

Assim como o tempo, o valor da terraplanagem também é variável conforme os aspectos do terreno e singularidades da obra.


A seguir, conheça algumas variáveis que podem influenciar no preço final do serviço.

Tamanho do terreno

Esse é um dos fatores que mais pesa no orçamento de terraplanagem. Afinal de contas, quanto maior é a área, mais complexo é o procedimento.


Por esse motivo, avalie muito bem o local para verificar quais espaços devem ser nivelados, conforme o projeto de construção.

Presença de árvores

Essa é uma questão bastante delicada, pois não basta cortar as árvores da área e iniciar a terraplanagem. 


Antes disso, é preciso ter uma autorização da Prefeitura da cidade e, em alguns casos, esse documento encarece o serviço.

Recortes do terreno

No momento da terraplanagem, é preciso levar em consideração a quantidade de recortes necessários no terreno. Assim, quanto maior o volume a ser retirado ou colocado, mais caro é o procedimento.


Aqui, o valor é elevado justamente porque o processo é bastante detalhado e minucioso. Qualquer terra retirada de modo errado pode comprometer a construção e os terrenos vizinhos, gerando grandes problemas futuros.

Análise topográfica

A análise topográfica geralmente já está inclusa como parte do serviço de terraplanagem, pois ela identifica todas as características do terreno, inclusive o tipo de solo, presença de lençol freático, entre outros.


A partir da análise topográfica, pode-se ter uma ideia das condições do local e, assim, evitar problemas com a escavação da terra, visto que, por vezes, é preciso fazer o deslocamento do solo ou até mesmo a drenagem.

Quantidade de máquinas

A quantidade de máquinas também é algo que influencia na precificação da terraplanagem, pois o preço dos equipamentos, mesmo quando alugados, tende a ser bastante elevado.


Além disso, é preciso considerar os gastos envolvidos com o transporte das máquinas até o local de aterramento.

Prazo para o serviço

Se a terraplanagem precisa ser feita com urgência, o preço do serviço tende a encarecer. Isso porque será necessário contar com mais maquinários e mão de obra, fatores que por si só já aumentam o valor da atividade.

Quais são os principais equipamentos usados na terraplanagem?

Por se tratar de uma atividade complexa, a terraplanagem trabalha com uma série de equipamentos, incluindo caminhões para a movimentação de máquinas até o terreno.


Mas basicamente, os principais itens usados são:


  • Retroescavadeiras e escavadeiras;

  • Pá-carregadeira (mini pá ou BobCat);

  • Motoniveladora;

  • Rolos compactadores;

  • Caminhões munck;

  • Caminhões caçamba;

  • Comboio e carroceria.


É importante ressaltar que esses equipamentos ocupam bastante espaço e são muito pesados. Por esse motivo, caso a sua construção seja realizada perto de empreendimentos residenciais ou comerciais, vale a pena comunicar a administradora predial responsável.


Além do mais, todo o maquinário exige uma manutenção constante e periódica, para evitar quaisquer problemas de funcionamento. Essa avaliação deve ser feita com base em critérios muito específicos, para garantir o desempenho e segurança das máquinas.


Em nenhuma hipótese, a terraplanagem ou a operação dos equipamentos deve ser feita por leigos. Afinal de contas, o processo é bastante complexo e exige conhecimento técnico para ser executado da melhor maneira.


Por fim, para a realização da terraplanagem, é necessário providenciar instalações elétricas alta tensão para ligar as máquinas.

Considerações finais

O serviço de terraplanagem é indispensável para qualquer pessoa que deseja iniciar uma obra. Desse modo, seja para a construção de uma casa, de um estabelecimento comercial ou uma edificação, é necessário realizar previamente uma avaliação do terreno para nivelar o solo.


A falta de uma terraplanagem adequada pode comprometer não só a sua construção, mas áreas vizinhas e causar um imenso prejuízo.


Por esse motivo, vale a pena contratar profissionais qualificados e uma empresa de renome para a execução do serviço.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.