Reportagem

Naplanta thumbnail 100x100

Conheça algumas das técnicas de gestão para construção civil

A gestão para construção civil é um trabalho que atende a um conjunto particular de características desse setor.

Ela também foi pensada de modo a trabalhar de acordo com a natureza de seu processo produtivo e do próprio mercado.

Para evitar dificuldades, com o passar do tempo ela se moldou, assim, pôde ser implementada com mais facilidade, ajudando os projetos a se desenvolverem.

A construção civil, no Brasil, é um mercado que já passou por diferentes crises e também altas repentinas na demanda. Para lidar com essa instabilidade, foi necessário investir em uma gestão que garantisse sua estabilidade e competitividade.

Então, como sobreviver a um cenário instável sem uma boa gestão? Assim como em qualquer outra empresa, a construção civil também precisa desse gerenciamento firme.

Para isso, são aplicadas técnicas e ferramentas que acompanham a gestão e são respaldadas por ela. Aliás, é evidente que o sucesso de um empreendimento depende de seus líderes e de suas habilidades em obter as melhores equipes de trabalho.

Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar a importância da gestão da construção civil, principais pilares para se atentar e dar dicas para esse trabalho. Confira!

A importância da gestão na construção civil

A construção civil é um mercado muito competitivo, por isso, apenas as empresas mais desenvolvidas desse setor conseguem se manter lucrativas e sobreviver à concorrência.

É necessário buscar estratégias de gestão para entregar os projetos dentro do prazo estipulado, atendendo às expectativas quanto à qualidade das construções.

Além disso, somente por meio de uma boa gestão os serviços de engenharia civil reduzem seus custos, diminuem as chances de risco, dentre outras situações.

Esses resultados aparecem porque essa gestão reúne um conjunto de práticas que tem como objetivo planejar, executar e controlar tudo o que envolve o projeto e suas operações, de maneira eficaz.

Além disso, também traz mais vantagens competitivas para o setor. Só que ao longo deste trabalho podem surgir dificuldades no que tange à escolha da melhor metodologia de gestão de projetos.

Isso acontece porque cada obra tem objetivos específicos, com necessidades diferentes. Então, a melhor solução é entender as metodologias e escolher as que mais se adaptam aos objetivos e necessidades do projeto.

Também existem alguns pilares aos quais os gestores de construção civil precisam se atentar, e vamos falar mais sobre eles a seguir.

Principais pilares que necessitam de atenção

A construção civil é um setor que está sempre em busca de excelência em sua gestão, desde o momento em que pesquisam sobre preço do metro de ferragem armada até a execução final do projeto.

O gestor é o principal líder dentro do canteiro de obras, sendo que seu objetivo é fortalecer as relações de trabalho, oferecendo suporte aos profissionais envolvidos e orientando em relação às melhores práticas para executar as tarefas.

Por isso, ele precisa estar presente em cada fase, visto que isso melhora a produtividade e garante a qualidade das operações. Além disso, também torna o orçamento mais enxuto e reduz o cronograma.

Em cada área da obra há um gestor para comandar as equipes, só que ele precisa estar atento a alguns pilares, como:

  • Planejamento de obras;

  • Gestão de materiais;

  • Gestão de compras;

  • Gestão de mão de obra;

  • Gestão de estoque.

Qualquer obra, antes mesmo de qualquer processo, como serviço de terraplenagem, precisa de planejamento. 

Pensando nisso, o gestor, que pode ser o engenheiro civil responsável pelo projeto, juntamente com o arquiteto precisa traçar as diretrizes necessárias para uma boa construção.

Para isso são analisados os prós e os contras para identificar sua viabilidade, o lugar onde a obra será construída, qual a demanda do momento, a necessidade dos clientes e o objetivo da construção.

Os profissionais envolvidos no projeto devem ter acesso a essas informações, tendo em vista que elas funcionam como um roteiro que esclarece como a obra deve ser realizada e as expectativas.

Depois do planejamento, o gestor precisa avaliar a quantidade necessária de materiais. Por exemplo, se antes de construir é necessário fazer demolição de alvenaria estrutural de outro imóvel, verificar os insumos e também os equipamentos requeridos.

É necessário controlar o uso dos materiais para evitar desperdício ou escassez, situações que podem levar à paralisação da obra.

A gestão também se volta para o armazenamento dos materiais e de que maneira eles são adquiridos. O gestor precisa analisar as fases do projeto, considerando o orçamento preestabelecido, o que facilita a definição da quantidade de materiais.

A construção civil está sempre em busca de profissionais experientes e qualificados para trabalhar. Quando um novo projeto é iniciado, o gestor precisa se dedicar à tarefa de contratação dos melhores profissionais.

É necessário identificar suas habilidades e competências, para que o andamento da obra seja eficiente. Tanto na construção de obras residenciais ou comerciais, após a conclusão, é necessário começar o processo de vendas.

O gestor e a construtora também podem disponibilizar a venda de imóveis mais antigos, visto que a negociação do valor deles é facilitada.

Em linhas gerais, o gestor deve estar por dentro de todas as etapas da construção, desde a locação de caminhão munck, até medidas para intermediar a relação entre as empresas e seus colaboradores.

Também é com isso que se consegue identificar rapidamente os erros e imprevistos que ameaçam a produtividade e a qualidade da construção.

Uma boa gestão de construção civil também envolve a otimização da comunicação entre as equipes de trabalho, incentiva os profissionais a fazerem cursos de capacitação e oferece treinamento específico.

É importante que o gestor pesquise empresas que forneçam materiais e manutenção de equipamentos para construção civil, garantindo parcerias interessantes para futuras obras.

Dicas de gestão de construção civil

Para fazer uma boa gestão de projetos de construção, primeiro é necessário definir a metodologia que será usada. Todas as opções devem ser analisadas para que o empreendimento seja bem-sucedido.

Essa definição evita riscos, aumenta as chances de sucesso, melhora a comunicação, controla o andamento do projeto, padroniza os processos, dentre outros benefícios.

Feito isso, é o momento de determinar um cronograma, que corresponda a todo o trabalho que precisa ser realizado para chegar ao produto que o cliente deseja.

É fundamental definir e visualizar todas as etapas necessárias para a concretização da obra. Por meio de um escopo detalhado, o gerente visualiza a proposta e com isso subdivide as tarefas e o modo a alcançar o objetivo.

O cronograma se encarrega de definir as datas de início e fim de cada uma das atividades. A partir disso é possível gerenciar os participantes do projeto.

Mesmo diante do fato de que diversos trabalhos dentro da construção civil, como construção concreto celular, estejam automatizados, as pessoas continuam sendo indispensáveis.

É necessário um ambiente de trabalho propício à criatividade e à produtividade. O gestor deve ir além de experiência e qualidade na hora de selecionar os profissionais, priorizando uma equipe versátil.

Ademais, uma matriz com os principais riscos do projeto deve ser criada, incluindo diretrizes que elaborem um plano de ação para lidar com imprevistos.

O monitoramento precisa ser constante, pois situações internas e externas podem interferir no andamento do trabalho. Lembre-se, é necessário foco nas ações para mitigar as ameaças.

Também é dessa forma que o gestor consegue identificar oportunidades, como a adoção de um novo sistema para construção. Portanto, é imprescindível acompanhar os indicadores e se atentar às alterações do mercado.

Por falar em sistema para construções civis, adotar um software de gestão é a melhor forma de reduzir riscos, otimizar os resultados e potencializar as chances de sucesso da empreitada.

Por meio dele, o gestor tem acesso aos dados dos indicadores, faz armazenamento em nuvem e melhora a segurança das informações contidas. 

Essa tecnologia ajuda a delegar tarefas e a alocar os recursos, evitando que algum profissional fique sobrecarregado ou ocioso.

O software permite analisar dados com mais rapidez para que a performance da equipe melhore. Essa funcionalidade reduz os custos e ajuda nos momentos de tomadas de decisão. No entanto, os softwares precisam ser de fácil utilização.

Conclusão

O sucesso de um projeto depende de um bom trabalho por parte do gestor, juntamente com um bom planejamento e ações que incentivem e explorem o melhor de cada profissional que trabalha na obra.

É uma forma de garantir que todo o trabalho aconteça dentro do prazo estabelecido, escolhendo os melhores materiais, profissionais e equipamentos.

Só que para chegar lá, o gestor precisa saber como conduzir os trabalhos, então, neste artigo, nós vimos como isso deve ser feito. Mais do que construir um projeto, é preciso se dedicar para que ele tenha sucesso e seja totalmente seguro.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.