Reportagem

Naplanta thumbnail 100x100

Entenda a importância do isolamento acústico em apartamentos e condomínios

Uma das principais causas de brigas em ambientes de comum convivência, como apartamentos e condomínios, é a questão do barulho, mas isso tem uma solução bastante simples: o isolamento acústico.

O barulho e a falta de privacidade são, indiscutivelmente, os ônus de morar nesses locais que, por sua vez, fornecem uma série de benefícios, como segurança, praticidade, áreas de lazer e espaços de convivência.

Principalmente com a popularização do home office e do ensino a distância, o famoso EAD, o silêncio e a tranquilidade dentro de casa, são cada vez mais valorizados. De qualquer forma, ninguém gosta de ser perturbado por vozes e ruídos alheios.

Hoje, já existem diversas soluções no mercado para garantir a tranquilidade de quem mora em condomínios, desde uma boa e competente administradora predial terceirizada, até empresas especializadas em isolamento acústico.

Inclusive, segundo a normativa de número 15.575 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), promulgada em 2013, está definido o seguinte:

Para a construção de todos os prédios residenciais, acima de cinco andares, é obrigatório o uso de materiais apropriados para o isolamento acústico. De acordo com a regra, as paredes que dividem os apartamentos precisam ter isolamento mínimo de 45 decibéis. 

Nas construções anteriores ao ano de sua vigência, a implantação de soluções para o isolamento acústico é um assunto a ser discutido e decidido em Assembleia Geral.

Esse, que é um pré-requisito para os condomínios multifamiliares de alto padrão, sejam verticais ou horizontais, pode ser facilmente colocado no orçamento de qualquer condomínio.

Basta conhecer as principais soluções disponíveis, procurar pela opinião de um profissional habilitado sobre qual é o material mais indicado para o caso, e ter um planejamento financeiro.

Possuindo um alto custo-benefício, principalmente em ambientes onde ocorrem festas, o isolamento acústico está entre as soluções administração condominial mais importantes.

Afinal, é fácil dizer que ele traz conforto e tranquilidade para que os moradores não se incomodem com o barulho, e também para quem está na festa, que não precisa se preocupar com isso.

Devido a grande variedade de opções, o isolamento acústico pode ser aplicado em, praticamente, qualquer local, como:

  • Casas e apartamentos;

  • Centros e salas comerciais;

  • Escritórios;

  • Galpões industriais e fábricas;

  • Salões de festa, de vídeo ou em cinemas;

  • Estúdios musicais.

Também pode ser aplicado facilmente em cômodos isolados, caso solucione o problema. Muitas pessoas preferem optar por isolar ambientes específicos, como os quartos, cozinhas e salas, locais mais íntimos.

Antes visto como supérfluo, essa medida certamente resolve muitas brigas e problemas, melhorando a convivência e a qualidade de vida nos prédios e condomínios.

E, quando o incômodo não vem dos vizinhos, mas da rua, problema comum de quem mora em locais muito movimentados, o fechamento de varanda com vidro pode ser a melhor solução.

Continue lendo para saber mais sobre as vantagens do isolamento acústico para o seu bem-estar e de sua família. Abordaremos também as diferentes soluções e materiais, para paredes, portas, janelas, havendo opções sobre pisos e forros.

Vantagens de um ambiente com isolamento acústico

Certamente as principais vantagens são o aumento da privacidade e da qualidade de vida: menos estresse, cansaço mental e irritação com barulhos. A melhora do foco e da concentração são visíveis, muito importante para quem está trabalhando ou estudando.

Barrar os sons de fora cria um espaço relaxante e tranquilo, e isso se reflete nos moradores, em sua qualidade de sono e humor diário.

Outra vantagem é evitar reclamações de vizinhos por causa do barulho. Existem casos mais extremos de pessoas que escutam de forma muito mais aguçada que os demais, podendo ouvir claramente uma porta de correr de alumínio no apartamento vizinho.

Se esse for o seu caso ou o de algum dos moradores próximos, o isolamento acústico se torna ainda mais necessário.

Principalmente as pessoas mais sociáveis, que gostam de festas, de receber amigos e familiares em casa com grande frequência, costumam ter esse tipo de atrito com a vizinhança.

Dicas de soluções e materiais

Existem muitos materiais que podem ser utilizados para abarcar os diversos pontos de entrada de sons no apartamento, e cada solução demanda um tipo de mão de obra diferente.

O primeiro passo é pensar nas necessidades de sua família e de seus vizinhos. Aconselhamos ter uma boa conversa com todos os envolvidos para entender os dois lados, e saber exatamente por onde os barulhos entram.

Só assim é possível pensar sobre qual é a melhor solução para garantir a vedação completa contra os incômodos auditivos. Confira a seguir os materiais mais comuns para o isolamento acústico, assim como algumas dicas de como fazer sua instalação:

Isolamento acústico com drywall

O uso de divisórias com isolamento acústico é uma das técnicas mais empregadas para o isolamento acústico residencial. 

Tratam-se de placas de média espessura e leves, mas que possibilitam a divisão perfeita dos cômodos, garantindo a rigidez ao conjunto, e ainda fornecem uma boa vedação acústica, principalmente se combinado com outro material isolante.

Os mais utilizados são as lãs de vidro ou de rocha, que potencializam o poder de isolamento. 

Para sua aplicação é importante a contratação de mão de obra especializada, mas sua instalação é muito simples e faz pouca sujeira, além de pouca necessidade de manutenção e total personalização.

Espuma acústica

Essa talvez seja a solução mais versátil disponível no mercado, de forma que a espuma para isolamento acústico pode ser instalada por você mesmo.

É um tipo de manta fina que não demanda perfurações ou qualquer especialização, fixadas por adesivos próprios, podendo se estender por todo o chão e/ou teto, ideais para quem trabalha com música ou com produção de conteúdo audiovisual.

Soluções para portas e janelas

Em muitos casos, como a solução para sacadas e varandas que citamos no início desse artigo, o isolamento feito por vidro pode ser suficiente.

Quando esse não é o caso, a melhor opção são as janelas e portas antirruídos, que fazem a vedação desde os batentes, com materiais que interrompem o som, como PVC, aço, madeira ou alumínio.

Além disso, no caso das janelas, o vidro utilizado é mais grosso, variando entre 8 e 24 mm, dependendo da necessidade da aplicação. O custo varia conforme a espessura e a tecnologia do material. Existem dois tipos de vidros: os laminados e os insulados.

No primeiro caso, os vidros são feitos com várias camadas de resina, e os vidros insulados, com duas lâminas separadas, com ar entre elas. Isso torna o vidro ainda mais eficiente, tanto no isolamento acústico quanto térmico.

E quanto às portas, existem diferentes modelos antirruído também, feitas com madeira maciça e tratadas para isolar o som.

Revestimentos projetados

Outra opção é o uso de materiais de construção com camadas mais grossas, que podem ser feitas com concreto projetado, por exemplo, associando, se necessário, com materiais extra, como as lãs de rocha ou de vidro.

Esses materiais também podem ser instalados sob outros revestimentos. Consulte um profissional da construção civil para se informar melhor sobre as associações entre materiais em relação à fixação.

Barreira acústica

O uso de uma barreira acústica é a melhor solução para a aplicação externa, absorvendo impactos sonoros entre muros, utilizada principalmente para construções em beira de estradas, ferrovias ou rodovias.

A função dessa estrutura é reduzir a poluição sonora nesses ambientes, protegendo os moradores dos arredores de uma exposição excessiva aos ruídos.

Existem diferentes materiais e tipologias regulamentadas pela ABNT. Concreto, vidro, chapas metálicas, madeira e policarbonato, são os mais utilizados.

Uma boa empresa, especializada na projeção e instalação de barreira acústica, utiliza equipamentos com alta tecnologia para analisar cada situação e ambiente, e assim, determinar o projeto e o material mais indicados.

Alguns cuidados importantes

Por fim, alguns pontos precisam ser considerados para que o isolamento acústico de um ambiente realmente fique bom, como:

  • Meça todas as dimensões e calcule os materiais;

  • Respeite seu orçamento, existem soluções com preços variados;

  • Não se esqueça de frestas e vãos;

  • Evite usar madeira no piso, pois propaga mais os barulhos;

  • Conte com trabalhadores especializados e capacitados;

  • Use materiais de boa qualidade.

Indicamos consultar um profissional para se informar sobre as possíveis soluções para o seu caso, assim como quais são os produtos mais adequados.

Considerações finais

Nesse artigo você pôde conferir a importância do isolamento acústico para a qualidade de vida das pessoas, principalmente em ambientes expostos à grande poluição sonora vinda do ambiente externo, ou para aqueles que moram em habitações multifamiliares.

Além disso, conferiu as diferentes soluções disponíveis. Salvo o caso das espumas acústicas, de instalação muito simples, qualquer outra opção necessita da contratação de mão de obra especializada.

Exija sempre a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e/ou Registro de Responsabilidade Técnica (RRT), principalmente se houver necessidade de alguma intervenção na estrutura, ainda que a obra seja pequena.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.